Está aberta a época das Papas de Sarrabulho

O Inverno ainda não chegou, mas as temperaturas já começam a descer e o frio a chegar. É tempo de aquecer os pés (e a alma) e, para isso, nada melhor do que saborear a típica comida de conforto que o Minho sabe tão bem servir. As Papas de Sarrabulho é um desses exemplos. Neste prato, todas as partes do porco vão para a panela, inclusive a “fressura” ou “colada”. Dão-se por estes nomes, as partes que não podem ser conservadas e têm de ser imediatamente cozinhadas, como é o caso dos pulmões, da traqueia, do esófago e da goela. Para completar o prato, junta-se-lhe o sangue cozido que lhe dá o sabor que tanto o carateriza. 

Dissociar Amares e papas de sarrabulho é uma missão impossível. Há uma tradição enraizada há muitos anos na cultura amarense e são milhares os que procuram esta cidade minhota para saborear este prato. Todos os anos há um festival dedicado às Papas de Sarrabulho, mas não tem de esperar pelo festival para matar as saudades. 

No Restaurante de Caldelas já começou a época de servir este prato. Neste negócio, que passou de pais para filhos, a tradição é levada a sério. Dessa forma, as carnes são todas desfiadas à mão e cozidas com ossos de suã e chouriços que lhe dão o tempero. A água da cozedura serve de base para se concretizar o prato. A receita é da D.Maria do Céu, proprietária do espaço juntamente com o marido e o filho José Antunes, mas já há 40 anos que o segredo está nas mãos do chef Manuel Pereira. Pode prová-lo todos os fins de semana e feriados até ao Carnaval. Para a sobremesa, não podemos fechar os olhos às conceituadas rabanadas que servem durante todo o ano. O pudim de Caldelas não lhe fica nada atrás. É um pudim semelhante ao de abade de priscos, mas sem o toucinho e com um sabor a laranja. 

A Tasquinha Tomadas está aberta ao público há cerca de quatro anos. As papas de sarrabulho são a especialidade da casa e são feitas com algumas carnes de produção própria, como caso do bovino e do suíno. Rui Tomada, proprietário do espaço, acredita que o seu prato se diferencia pela qualidade do produto, que considera ser de elevada qualidade. As carnes permanecem em vinha d’alho durante uma semana e só depois, partem para a transformação. Aqui começam a servi-lo em meados de outubro até meados de março.

Mas não só em Amares se come boas Papas de Sarrabulho. No restaurante Bem Me Quer, as papas servem-se há quase 70 anos. A receita, deixada pela fundadora da casa Maria Joaquina Gomes, é feita como manda a tradição de Braga. O espaço gerido por José Dias, é um dos locais de referência, que atrai inúmeras pessoas que se juntam  para provar  este prato. Umas mais frequentes, outras pela primeira vez, o que é certo é que todas as pessoas saem deste espaço de barriga cheia. Mas damos-lhe um conselho: antes de ir, reserve o seu lugar e garanta as suas papas.

Se tem curiosidade em saber como se faz, assista ao nosso vídeo do Youtube que lhe explica passo a passo a receita. Deixamos-lhe a lista de ingredientes: lombelo de porco bísaro, carne de vaca cachena, frango, ossos do suã, mão de vaca, chouriço de carne, cebola, louro e salsa. Vá às compras e experimente fazer em casa. Bom apetite.

  • Endereços

Restaurante de Caldelas- Avenida D. Afonso Manuel Nº614 4720-249 Caldelas Amares Tlf.253361236

Tasquinhas Tomadas- Rua da Cintura Nº39 4720-342 Amares Tlf. 253062504

Bem Me Quer- Rua Andrade Corvo Nº8 Esquina com Campo das Hortas 4700-204 Braga Tlf. 253262095

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.