MYCA. O primeiro concurso de jovens chef do Minho

O MYCA – Minho Young Chef Awards 2018 é o concurso que pretende eleger o melhor jovem chef de cozinha do Minho e aproxima os alunos à realidade da profissão no mercado de trabalho. O concurso quer também potenciar a região como destino de gastronomia nacional.

A iniciativa do Minho Young Chef Awards é uma competição promovida pelo Consórcio Minho Inovação – que integra as três Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave -, pelo Instituto Internacional da Gastronomia, Cultura, Artes e Turismo (IGCAT) e pela Plataforma das Regiões Gastronómicas. O objetivo é fortalecer a identidade do Minho através de jovens chefs profissionais, promovendo a inovação gastronómica, utilizando a cozinha tradicional e produtos locais.

A escola de hotelaria AESAcademy, em Vila Nova de Famalicão, organizou o concurso que contou com a participação de jovens entre os 18 e os 26 anos das escolas de hotelaria e turismo da região Minho. A semifinal aconteceu a 15 e 16 de maio, enquanto que a final teve lugar nos dias 24 e 25 do mesmo mês.

A gastronomia desta região atrai milhares de turistas todos os anos. “Procuram cada vez mais o património intangível dos países que visitam. Neste aspeto, a gastronomia tem um peso significativo. A aposta na formação de jovens cozinheiros e a criação de eventos como o MYCA são pontos que ajudam a dar mais qualidade à cozinha local”, explicou Carlos Fernandes, professor do IPVC e responsável pelo curso de turismo.

Beatriz Costa, aluna da Didáxis, de 17 anos, foi a vencedora do Minho Young Chef awards 2018. O prato vencedor foi um arroz de tacho cozido numa mistura de água, entrecosto estufado e vinho tinto. A jovem afirma que se inspirou na avó e nas noites de fado na sua casa.

“É um prato verdadeiramente minhoto, com feijões tarrestes produzidos em Arcos de Valdevez e um produto slow food foi fundamental para ganhar”, explicou o chef Renato Cunha, embaixador do MYCA 2018.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.