Região dos Vinhos Verdes convida a vindimar

Já se sabe que a chegada de setembro vem com um cheiro característico. As ruas preenchem-se de carros a transportar pessoas para as vindimas e uva para os lagares.   

As quintas convidam as pessoas a assistir ( e a participar) no processo da vindima e a gente vai. É o caso da Quinta do Soalheiro, que sugere durante as próximas semanas um passeio pelas vinhas, onde a colheita manual das uvas ainda faz parte da tradição. Para além de poder visitar a adega em atividade, ainda tem a possibilidade de poder provar o mosto de alvarinho. E os miúdos também podem usufruir da experiência, é verdade. Como naquela fase, ainda não ocorreu a fermentação, o vinho ainda não tem álcool. Para além disso, ainda pode ficar alojado e conhecer o que a Casa das Infusões tem para lhe oferecer.

Foto Quinta do Soalheiro

A Quinta de Santiago também abre portas a quem queira colaborar na vindima. A vindima começa bem cedinho e à entrada receberá os instrumentos de trabalho: uma tesoura e umas luvas, mas também um aconchego para o estômago. Inicialmente terá uma pequena formação, que o ajudará a ter as noções básicas da apanha da uva. 

De seguida, é hora de porem mãos à obra. “Depois de os recebermos, vão com alguém da quinta para o campo e ficam inseridos com a comunidade, que também está cá a fazer a vindima”, refere Joana Santiago, proprietária da quinta.

E como, quem não é para comer, não é para trabalhar, a hora de almoço é tempo de paragem obrigatória. A refeição é servida na Adega Antiga, onde antigamente o vinho era produzido.

Depois da tradicional apanha da uva, sucede-se a visita pela Adega Nova, onde decorre todo o processo de vinificação. “Aqui o objetivo é que as pessoas vejam as uvas que colhem e o que lhes acontece”. Depois de tudo visto, chega a parte por muitos ansiada, a prova de vinhos.

Costuma-se dizer que a vindima dá-se por terminada com o lavar dos cestos, mas melhor que isso é saborear o vinho na varanda da Adega Nova, tendo como vista panorâmica as vinhas. 

Esta já é uma iniciativa que a Quinta de Santiago mantém ao longo dos anos e que continua a ter uma excelente adesão. Este ano,  é possível aproveitar a experiência até ao fim de setembro. 

Se gostou destas iniciativas, faça-se à estrada. Há muita uva para apanhar (e vinho para provar).

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.